João Amoleto: mais loucuras de NOVO

Visualizações 209 765

A mais nova proposta de João Amoleto não é tão nova assim. Na verdade é uma velha patifaria.
FILME SOBRE TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO
-Site do filme e crowdfunding: bit.ly/2vAaLjn
-Fanpage: bit.ly/2OUbXpA
-Instagram: bit.ly/2vWdbYF
*Visite minha LIVRARIA: bit.ly/2qH0kXP
**Visite a loja Vista Direita: www.vistadireita.com.br
__________________________________________________
APOIE O CANAL: bit.ly/2vBrLph
Facebook: bit.ly/2KJv7ep
Twitter: bit.ly/2vAaFs1
Instagram: bit.ly/2vBqtKN

joao amoedo  taxacao igrejas  imposto  bernardo kuster  

Comentários

  1. Henrique Fedeli

    Henrique Fedeli42 minutos atrás

    Bernardo se liga nesse video do NOVO do Prof. Christian...... explicando a agenda da ONU de um jeito pra boi dormir brtube.net/play-video-tE4o37RlnkA.html

  2. Gian Bressan

    Gian BressanHora atrás

    o imposto que ele se refere é o iptu. Seria uma boa ideia vc entrevistar ou marcar uma conversa com ele, antes de falar o tipo de imposto que vc supõe. Chega de suposições.

  3. Vô Maluco!

    Vô Maluco!7 horas atrás

    E tem gente que acredita ainda nestas groselhas...

  4. wtar

    wtar17 horas atrás

    AHUEUAHEUAEHUAEHUAEH, que vídeo fraco, pegou um comentário solto e conseguiu enrolar por 7 minutos, falando até em bi-tributação. Fala sério, vai ler o programa de governo do novo e se informar, na moral. Ah, e procura o vídeo do Christian Lohbauer sobre a Agenda 2030, acho que você vai aprender bastante. Abraço.

  5. Leonardo Vinicius Barao

    Leonardo Vinicius Barao18 horas atrás

    Este canal está muito extremista... Não respeita divergência de opinião ... "Edi Macedo " que diria !!!

  6. Dan Furtado

    Dan Furtado19 horas atrás

    Tem que taxar mesmo. É um negócio como outro qualquer.

  7. Flávio Andrade Junior

    Flávio Andrade Junior19 horas atrás

    por um instante pensei que estava na assistindo aquela antigo programa AQUI AGORA kkkkkkkkk Tenha calma não existe pelo em ovo

  8. Andre Luiz Garrido

    Andre Luiz Garrido19 horas atrás

    Depois veja aí Bernardo.

  9. Andre Luiz Garrido

    Andre Luiz Garrido19 horas atrás

    brtube.net/play-video-tE4o37RlnkA.html Tá ai a confissão do NOVO em ser fabiano ou o total desconhecimento do comunismo.

  10. Carlos Oliveira Filho

    Carlos Oliveira Filho21 hora atrás

    Telebambis 😂😂😂 é são paulino

  11. Rian Santps

    Rian Santps22 horas atrás

    *O Bernardo P Küster não está para agradar esse ou aquele grupo de pessoas, ele está apenas fazendo análises, para com mimimi!*

  12. Enzo Basone

    Enzo Basone22 horas atrás

    quem vota no amoleto é o ex-petista que tem vergonha em votar no poste do lulla

  13. Wesley Gaspar

    Wesley Gaspar22 horas atrás

    #Amoedo2018

  14. Airom Maidem

    Airom Maidem23 horas atrás

    Link da vakinha independente www.vakinha.com.br/vaquinha/pesquisa-independe-para-a-o-1-turno-da-eleicao-2018

  15. Ramon Silva

    Ramon Silva23 horas atrás

    Não vejo um vídeo do Kuster criticando o tamanho do estado no país, pelo menos até o nando moura faz isso.

  16. Gustavo Lima

    Gustavo LimaDia atrás

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH chega até ser engraçado, não tem nada pra falar do Amoedo, tem que falar até de um comentário sobre igreja... ele não propõe isso, não é base da sua campanha, foi só uma resposta à pergunta do jornalista kkkkkkkkk porra véi, ai nao dá, a gente condena a esquerda por ser ridícula nos argumentos, mas ai vem a direita e faz a mesma coisa, com gente da propria direita, aí nao da

  17. Wesley lima dos reis

    Wesley lima dos reisDia atrás

    Amoedo e PHODA, mas votem em Bolsonaro no 2° Turno...

  18. Daniel Fernandes

    Daniel FernandesDia atrás

    O maior canal de desinformação do BRtube, parabéns Küster, defende enriquecimento da igreja as custas dos fiéis. "O Pastor que dedica a vida inteira dele pra isso" Faça-me o favor Bernardo, continue seu choro de crocodilo pra impressionar seus inscritos lunáticos.

  19. Alcioni Montanari

    Alcioni MontanariDia atrás

    por que a igreja não deve declarar a renda. quem não deve não teme

  20. Agatha Ulman

    Agatha UlmanDia atrás

    Vish Bernardo, você incomodou os mimadinhos do Amoedo kkk

  21. Mateus Cruvinel

    Mateus CruvinelDia atrás

    Hemos de convir que Igrejas evangélicas no Brasil tem um fluxo de caixa maior do que de muitas micro e pequenas empresas. Sou totalmente contra qualquer tipo de taxação, mas deveria haver uma investigação do que é feito com esse dinheiro. Não que nao saibamos, vide carros de luxo e mansões.

  22. Márcio Ribeiro

    Márcio RibeiroDia atrás

    Disse o cara que crê num livro de ficção! #erafã

  23. ASTRONAUTAS DOF

    ASTRONAUTAS DOFDia atrás

    TEM QUE TAXAR IGREJAS SIM! E QUE A CRENTELHADA ESCRAVA FIQUE BORBULHANDO DE RAIVA KKJJ...Bolsominions estão piores que a petezada.

  24. Leonardo Varini

    Leonardo VariniDia atrás

    Que cara infantil, fica fazendo piadinha e pegando informação fora de contexto ao invés de realmente discutir sobre política. Fica repetindo a mesma coisa toda hora, que chato... O início do vídeo se enquadra certinho com o "Messias", salvador da pátria. Provavelmente esse demagogo Bernardo Küster deve estar fazendo isso apenas para defender o "mártir vivo", e por falar nele, vamos também dar algumas informações sobre o grande capitão, lá vem texto... Aos que dizem que o "mitu" é liberal e uma personalidade idônea, deixem de preguiça e leiam sobre a atividade parlamentar do seu "herói brasileiro" nesses mais de 20 anos de vida pública no congresso, "mitu" este que não é nem de longe um liberal, na verdade não passa de um oportunista. • Plano Real - Votou Contra • Proibição do Nepotismo no Setor Público - Votou Contra • Teto Salarial no Setor Público - Votou Contra • Fim da aposentadoria especial aos parlamentares - Votou Contra • Fim da pensão para filhas de militares - Adivinha? Votou Contra • Fundo de Combate à Pobreza - Votou Contra • Aumentar o salário de deputados e senadores - Mais um contra? Esse não... Votou a Favor Esse é o candidato "contra tudo que está aí", que vai fazer a grande renovação política fuzilar os petralhas. O congresso não ser mais o mesmo! Só que não... "Não, mas o Bolsomito vai renovar à partir de 2019, como presidente." Ah tá, e eu sou o Batman. i0.wp.com/nossapolitica.net/wp-content/uploads/2017/12/bolsonaro-sobre-hugo-chavez.jpg Sem contar que ele já declarou em entrevistas ter votado no presidente molusco e no Coroné livrador do SPC. E eu nem vou citar sobre o partido que ele faz parte senão vai mais um textão... Aí você vai me dizer: "Mentira! Você só quer atacar o mito!" Amigão, dá uma "googlada" rápida e você encontra as fontes, tá okay? Mas você não quer encarar a realidade e diz: "Isso é coisa do passado..." Tá, então onde você baseia a sua decisão de votar em um suposto candidato 100% honesto que vai acabar com a corrupção e mudar o Brasil? Melhor dizer que você vai votar porque você já se acomodou e não quer pesquisar/ponderar sobre o que realmente é melhor para o país e fica dando desculpa de voto "últil", ou porque a moral do país precisa ser reconquistada por um guia sem papas na língua, linha dura, cabra macho mesmo, como o Cirão da Massa. Infelizmente cada um toma a decisão que quiser, por mais incoerente que seja. Só lamento mais outros 4 anos de atraso no desenvolvimento do país... Não consigo acreditar que o povo vai cair novamente no conto do vigário aos moldes do populismo de Lula. Que merda viu... Obrigado eleitor do Bolsonaro por erguer suas mãos como se estivesse visando para os céus e gritar "Bolsomito" dançando o contagiante Axé "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos". Muito obrigado!

  25. Gustavo Mendes

    Gustavo MendesDia atrás

    fez um vídeo ridicularizando o cara usando só uma ideia do cara larga dai mano o cara o que mais tem é ideias

  26. Bruno Interlandi

    Bruno InterlandiDia atrás

    "Acerta mil tiros e erra dois, logo, vou fazer um video destruindo ele, um dos únicos dos dois possíveis para a candidatura à presidência." Bernardo, você é tosco, é baixo. É fraco.

  27. Eric

    EricDia atrás

    Fazia tempo q eu era inscrito no teu canal. Hoje me desinscrevi.

  28. Pedro Gustavo Massing

    Pedro Gustavo MassingDia atrás

    Esses Teletubies e o trocadilho com o de NOVO, foram excepcionais kkkkkkk

  29. Rubrapple

    RubrappleDia atrás

    Novo tá bem Velho já 😕😕😕

  30. AceyPC

    AceyPCDia atrás

    ONU fez PARCERIA COM O PSOL (PSOL = PARTIDO SOCIALISMO E LIBERDADE, FUNDADO POR UM COMUNISTA ITALIANO COM BRASILEIROS)! jeanwyllys.com.br/wp/onu-consolida-parceria-e-apoio-aos-trabalhos-da-frente-parlamentar-de-direitos-humanos Origem do Partido Terrorista PSOL: brtube.net/play-video-EIlLV566YGw.html

  31. Marcelo Horta

    Marcelo HortaDia atrás

    O Novo Socialismo Fabiano no Brasil. Disfarçado de liberal!

  32. Eduardo Bernardes

    Eduardo BernardesDia atrás

    Bernardo, fui corretor de imóveis corporativos por um período aqui em São Paulo, você não imagina a quantidade de salas comerciais que as igrejas possuem e não pagam IPTU. Em relação aos templos eu concordo não taxar, mas sala comercial para aluguel nem "que a vaca tussa" , duvido que eles façam culta em 40 metros quadrados. Eduardo.

  33. Elvis Alves

    Elvis AlvesDia atrás

    Put'z. Ainda bem que não vou votar nesse cara.

  34. Alexandre Weisshuhn

    Alexandre WeisshuhnDia atrás

    O "ungido iluminado" da vez que arrebata multidões eu saiba é o Bolsonaro. O NOVO tem projeto de longo prazo. Não faz culto à personalidade de nenhum líder carismático. Sobre a taxação de Igrejas o Amoêdo está corretíssimo. Não existem cidadãos especiais só pq foram na junta comercial e abriram uma CNPJ como templo religioso. Sobre a cobrança de impostos das Igrejas Numa entrevista à Rádio CBN, na última quarta feira, o candidato do Partido Novo, João Amoêdo, num momento denominado “pinga-fogo”, em que o entrevistado deve responder apenas sim ou não, perguntaram se ele era a favor de cobrar imposto de igrejas. Sua resposta foi “sim” - e mais não disse sobre o assunto. Foi o bastante para o tema reverberar nas redes sociais, onde conservadores e uma facção liberal mais radical o acusaram de desrespeito aos princípios do liberalismo que ele diz defender. Antes de continuar, é bom esclarecer que a imunidade tributária sobre as igrejas e cultos religiosos está prevista na Constituição, em seu artigo 150: Art. 150. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios: VI - instituir impostos sobre: a) patrimônio, renda ou serviços, uns dos outros; b) templos de qualquer culto; c) patrimônio, renda ou serviços dos partidos políticos, inclusive suas fundações, das entidades sindicais dos trabalhadores, das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, atendidos os requisitos da lei; d) livros, jornais, periódicos e o papel destinado a sua impressão. e) fonogramas e videofonogramas musicais produzidos no Brasil contendo obras musicais ou literomusicais de autores brasileiros e/ou obras em geral interpretadas por artistas brasileiros bem como os suportes materiais ou arquivos digitais que os contenham, salvo na etapa de replicação industrial de mídias ópticas de leitura a laser. (Incluída pela Emenda Constitucional nº 75, de 15.10.2013) Leia também: O problema da criminalidade no Brasil tem um nome: Poder Legislativo A imunidade tributária sobre templos de qualquer culto existe na maioria dos países do mundo, e serve para evitar interferência ou qualquer tipo de pressão do Estado nos assuntos religiosos, assim como na imprensa e nos partidos políticos. É uma cláusula de natureza política, portanto, e não propriamente econômica. Parece óbvio também que tal cláusula deveria aplicar-se apenas sobre imóveis e rendas vinculados às atividades fim das igrejas (realização de cultos, manutenção da igreja e obras de caridade). Entretanto, graças às artimanhas jurídicas e a um imenso lobby evangélico no Congresso, o que era para garantir a não interferência do estado nos assuntos das igrejas, em conformidade com os ditames do Estado Laico, passou a ser utilizado de forma ampla, geral e irrestrita, inclusive em relação a atividades que não têm nada a ver com o fim religioso, como cobrança de aluguéis, IPTU de imóveis comerciais e até aplicações financeiras oriundas das diversas rendas. Se não faz sentido cobrar IPTU sobre os prédios das igrejas, nem IR e outros tributos sobre o óbulo recolhido nas missas para a manutenção das paróquias, não dá para admitir que exista imunidade sobre somas imensas de recursos, muitas vezes na casa dos bilhões, oriundos de “doações” e “dízimos” (cobrados inclusive com carnê e boletos bancários), nem sobre atividades acessórias, como administração de imóveis comerciais e outras rendas em nada atreladas ao culto religioso. Há que haver um limite para essas isenções, sem o qual vira bagunça. Ninguém em sã consciência há de negar que algumas “igrejas” no Brasil viraram um grande e lucrativo negócio. Há casos de entidades tão ricas, que possuem fazendas, prédios comerciais inteiros, carros importados de luxo, iates suntuosos, aviões e muito mais. Tudo devidamente registrado em nome da igreja e isento de impostos. É claro que nada disso é para uso dos fiéis. Sem falar das inúmeras denúncias de uso de algumas dessas entidades para fins escusos, como lavagem de dinheiro. Alguns alegam que nenhum liberal pode ser a favor de criar novos impostos. Bobagem! Ademais, ninguém está falando em criar um imposto específico sobre as igrejas. O que se cogita é um limite claro e objetivo para as imunidades. Nada muito diferente de quando os liberais pedem o fim de isenções tributárias (incentivos fiscais) a empresas de determinados ramos, como indústria automobilística e outras. Ou algum liberal acha que essas isenções, normalmente concedidas por governos amigos em troca de favores, devem ser imexíveis e eternas? Em resumo, dentro do escopo de uma reforma, cujo objetivo seja reduzir a carga tributária, simplificar a arrecadação e acabar com as brechas e os puxadinhos jurídicos, é inegável que a eventual cobrança de impostos das igrejas é algo que deveria, sim, estar em pauta, inclusive de um governo liberal. Por João Luiz Mauad www.institutoliberal.org.br/blog/politica/sobre-a-cobranca-de-impostos-das-igrejas/

  35. Alexandre Weisshuhn

    Alexandre WeisshuhnDia atrás

    Sobre a cobrança de impostos das Igrejas Numa entrevista à Rádio CBN, na última quarta feira, o candidato do Partido Novo, João Amoêdo, num momento denominado “pinga-fogo”, em que o entrevistado deve responder apenas sim ou não, perguntaram se ele era a favor de cobrar imposto de igrejas. Sua resposta foi “sim” - e mais não disse sobre o assunto. Foi o bastante para o tema reverberar nas redes sociais, onde conservadores e uma facção liberal mais radical o acusaram de desrespeito aos princípios do liberalismo que ele diz defender. Antes de continuar, é bom esclarecer que a imunidade tributária sobre as igrejas e cultos religiosos está prevista na Constituição, em seu artigo 150: Art. 150. Sem prejuízo de outras garantias asseguradas ao contribuinte, é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios: VI - instituir impostos sobre: a) patrimônio, renda ou serviços, uns dos outros; b) templos de qualquer culto; c) patrimônio, renda ou serviços dos partidos políticos, inclusive suas fundações, das entidades sindicais dos trabalhadores, das instituições de educação e de assistência social, sem fins lucrativos, atendidos os requisitos da lei; d) livros, jornais, periódicos e o papel destinado a sua impressão. e) fonogramas e videofonogramas musicais produzidos no Brasil contendo obras musicais ou literomusicais de autores brasileiros e/ou obras em geral interpretadas por artistas brasileiros bem como os suportes materiais ou arquivos digitais que os contenham, salvo na etapa de replicação industrial de mídias ópticas de leitura a laser. (Incluída pela Emenda Constitucional nº 75, de 15.10.2013) Leia também: O problema da criminalidade no Brasil tem um nome: Poder Legislativo A imunidade tributária sobre templos de qualquer culto existe na maioria dos países do mundo, e serve para evitar interferência ou qualquer tipo de pressão do Estado nos assuntos religiosos, assim como na imprensa e nos partidos políticos. É uma cláusula de natureza política, portanto, e não propriamente econômica. Parece óbvio também que tal cláusula deveria aplicar-se apenas sobre imóveis e rendas vinculados às atividades fim das igrejas (realização de cultos, manutenção da igreja e obras de caridade). Entretanto, graças às artimanhas jurídicas e a um imenso lobby evangélico no Congresso, o que era para garantir a não interferência do estado nos assuntos das igrejas, em conformidade com os ditames do Estado Laico, passou a ser utilizado de forma ampla, geral e irrestrita, inclusive em relação a atividades que não têm nada a ver com o fim religioso, como cobrança de aluguéis, IPTU de imóveis comerciais e até aplicações financeiras oriundas das diversas rendas. Se não faz sentido cobrar IPTU sobre os prédios das igrejas, nem IR e outros tributos sobre o óbulo recolhido nas missas para a manutenção das paróquias, não dá para admitir que exista imunidade sobre somas imensas de recursos, muitas vezes na casa dos bilhões, oriundos de “doações” e “dízimos” (cobrados inclusive com carnê e boletos bancários), nem sobre atividades acessórias, como administração de imóveis comerciais e outras rendas em nada atreladas ao culto religioso. Há que haver um limite para essas isenções, sem o qual vira bagunça. Ninguém em sã consciência há de negar que algumas “igrejas” no Brasil viraram um grande e lucrativo negócio. Há casos de entidades tão ricas, que possuem fazendas, prédios comerciais inteiros, carros importados de luxo, iates suntuosos, aviões e muito mais. Tudo devidamente registrado em nome da igreja e isento de impostos. É claro que nada disso é para uso dos fiéis. Sem falar das inúmeras denúncias de uso de algumas dessas entidades para fins escusos, como lavagem de dinheiro. Alguns alegam que nenhum liberal pode ser a favor de criar novos impostos. Bobagem! Ademais, ninguém está falando em criar um imposto específico sobre as igrejas. O que se cogita é um limite claro e objetivo para as imunidades. Nada muito diferente de quando os liberais pedem o fim de isenções tributárias (incentivos fiscais) a empresas de determinados ramos, como indústria automobilística e outras. Ou algum liberal acha que essas isenções, normalmente concedidas por governos amigos em troca de favores, devem ser imexíveis e eternas? Em resumo, dentro do escopo de uma reforma, cujo objetivo seja reduzir a carga tributária, simplificar a arrecadação e acabar com as brechas e os puxadinhos jurídicos, é inegável que a eventual cobrança de impostos das igrejas é algo que deveria, sim, estar em pauta, inclusive de um governo liberal. Por João Luiz Mauad www.institutoliberal.org.br/blog/politica/sobre-a-cobranca-de-impostos-das-igrejas/

  36. Sóstenys Mendes Santos

    Sóstenys Mendes SantosDia atrás

    Quem contribui em templos já pagou imposto. Será que tem que cobrar de novo, não tem fim. Isso é abusivo.

  37. Gabriel G. Cunha

    Gabriel G. CunhaDia atrás

    João Amoeba (A.M.O.E.D.A)

  38. Hamilton Carmisin Junior

    Hamilton Carmisin JuniorDia atrás

    Convido aos telespectadores a passarem dos Teletubies para a programação adulta: brtube.net/play-video-CpsCh57xHfk.html

  39. Erick Henrique

    Erick HenriqueDia atrás

    Eeeeeeee sim

  40. Belidioi

    Belidioi2 dias atrás

    Não sou apaixonado pelo candidato que motivou esse seu vídeo, mas notei que ficou bem abaixo dos demais Bernardo. Penso que pegou um ponto pouco relevante neste momento (temos inúmeras outras prioridades neste país). Além disso, adotou um tom sensacionalista e desrespeitoso, fazendo várias suposições.

  41. Bruno Terra

    Bruno Terra2 dias atrás

    Bernardo, porque o site da vaquinha baixou o valor? Já está em uma segunda etapa? Antes eu tinha visto que tinha passado de 350 mil...

  42. Danilo Carvalho

    Danilo Carvalho2 dias atrás

    Bernardo é aquele tipo de alienado que o contrário do que estamos acostumados a ver no Brasil, pra direita.

  43. Ian Zem

    Ian Zem2 dias atrás

    Tempestade em copo d'agua.... exagerou Bernardo

  44. Paulo Henrique

    Paulo Henrique2 dias atrás

    Só porque o cara diz que taxar a igreja, ele não presta. Eu voto em Bolsonaro, e não é por causa disso que acho suas propostas ruins, muito pelo contrario. Se não existisse bolsonaro eu votaria nele. E voce com essa barba desse tamanho fazendo video igual a Felipe Neto, me poupe. Exponha suas opiniões, mas não dessa forma de doente mental. Só conheço você porque o Nando Moura sempre fala, e já vi um vídeo seu com ele. Meu amigo, achei que você fosse uma pessoa completamente diferente do que esse débio mental ilustrado nesse video. Valeu Felipe Neto cover.!

  45. Raphael Costa

    Raphael Costa2 dias atrás

    Alguem pode confirmar o que o Bernardo falou sobre a FORMA que o Novo quer taxar as igrejas? Ou a ideia do Novo de taxar está relacionado somente aos impostos que hoje não são cobrados? O Bernardo falar que a cobrança será nas doações SEM QUE SEJA VERDADE me parece enviesado.

  46. Hamilton Carmisin Junior

    Hamilton Carmisin Junior2 dias atrás

    Oremos, Bolsonaro, salvador de todos nós bolsominions; adentrais as portas do inferno do congresso e metralhais todos os ptistas. Amém.

  47. Leonardo Sena

    Leonardo Sena2 dias atrás

    Bernardo fala como se essa OPINIÃO do candidato fosse a ideia central da sua política. Que desonesto! Além disso, seu jeito esnobe é muito ridículo. Canal bem mais ou menos esse.

  48. LeftHand

    LeftHand2 dias atrás

    Que horror imagina só taxar o Edir Macedo, é um desaforo mesmo, ou o Silas malafaia que tem ilha particular então? Um verdadeiro absurdo.

  49. Johnny Oliveira

    Johnny Oliveira2 dias atrás

    Kkkkkkkkkkkkkkkk... Vídeo tosco demais!

  50. Josnei

    Josnei2 dias atrás

    Mais um vídeo desmerecendo o partido novo com argumentos questionáveis, tudo isso éo medo do Amoedo roubar votos do seu mestre Bolsonaro? Caramba cara, o ameodo e o novo tem ideias e propostas mto interessantes, normalmente quem simpatiza com Bolsonaro, gosta do novo tbm. esses vídeos são totalmente desnecessários e desanimadores pra mtos dos seus inscritos